Blogspot Siga-me no Twitter FanPage no Facebook

Colunistas  Margareth Libardi

voltar

Polêmica

Detalhes sobre o colunista

Data: 18/08/2006

Título: Ex-garotas de programa investem em literatura

Está virando moda deixar a "carreira" de garota de programa para escrever livro. A vantagem é que o grande público vai saber claramente a diferença entre uma modelo profissional, que trabalha dignamente para o mercado de moda e da publicidade, e uma garota de programa, uma espécie de prostituta de luxo.

Muitas delas são meninas de classe média que buscam nesse caminho um meio rápido - e em geral bem doloroso - de obter roupas de grife, carro, apartamento, cirurgia plástica, etc.

A primeira a aparecer para a mídia brasileira foi Bruna Surfistinha, vendendo surpreendentemente uma enorme quantidade de livros com O Doce Veneno do Escorpião. Uma legião de curiosos e intressados no assunto decidiu comprar o livro da ex-garota de programa, que escreveu abertamente detalhes de sua vida na cama e fora dela.

Em seguida, veio Vanessa de Oliveira com O Diário de Marise - a vida real de uma garota de programa, publicado pela editora Matrix.

O mercado editorial vem apostando no assunto, que realmente garante lucros. Só quem não sai lucrando é o lado psicológico de quem decidiu levar a vida vendendo o corpo.
      

Data Título
29/09/2015 Meio artístico - mercado mutante
23/09/2015 A polêmica do book rosa veio à tona com a novela global. E isso é real?
20/08/2015 Marketing para modelos
20/07/2015 Faça um book maravilhoso e tenha uma carreira bem-sucedida
19/09/2011 Aproveite as suas experiências
29/12/2010 Figuração queima o filme?
13/05/2010 Como é feita a inscrição para as oficinas da Globo
02/07/2007 Top models também têm celulite
18/08/2006 Ex-garotas de programa investem em literatura
 


Sábado  21.04.18
esqueci a senha
cadastre-se
associe-se
 


Termo de compromisso    |    Política de privacidade    |    Parcerias    |    Publicidade
Seja um colaborador

Copyright © 2002 Libardi Comunicação. Todos os direitos reservados.