Blogspot Siga-me no Twitter FanPage no Facebook

Colunistas  Mauro Fisberg

voltar

Beleza & saúde

Detalhes sobre o colunista

Data: 09/12/2002

Título: O culto ao corpo e o ideal de beleza

O adolescente sempre foi um indivíduo associado ao puro, ao belo, ao bonito. Desde os tempos greco-romanos, o adolescente era retratado como atleta, se menino, ou como uma linda mulher jovem, pronta a formar a sua família. Formas perfeitas, músculos, seios, pernas, como numa estátua de bronze.
A adolescência é um dos períodos de maior crescimento em nossa vida; o chamado estirão da puberdade permite que tenhamos a estatura final. É nesta fase que mudamos o corpo, e da forma infantil passamos a apresentar sinais de maturidade com o aparecimento de pêlos, aumento do testículo e pênis, e nas meninas, aumento do quadril e das mamas. Quase sempre, o período da puberdade faz com que aumentemos a nossa estatura em 15 a 20 centímetros.
É na adolescência que juntamos as nossas inseguranças, o nosso medo do que vem pela frente, a mudança dos nossos corpos, com a rebeldia característica de todas as novas gerações. Achamos que somos diferentes, que nossos pais não nos compreendem. A alimentação nesta fase é cheia de significados. Ao mesmo tempo em que o adolescente necessita de uma dieta adequada, equilibrada, para poder completar o crescimento e o desenvolvimento normal, com aumento das necessidades de ferro, vitaminas e sais minerais, ele busca um alimento rápido, moderno, que o identifique com o grupo, como é a dieta típica do fast food ou do junk food. Estes lanches, salgadinhos e bebidas adoçadas em excesso podem desequilibrar a dieta do dia-a-dia, se repetidos continuadamente, contribuindo para o desbalanceamento do peso, que se associados ao sedentarismo, à falta total da atividade física, aumentam os índices de obesidade.
Por outro lado, a busca do corpo ideal, que dominou a cabeça dos nossos jovens nos últimos anos, com a troca do modelo de beleza para o padrão típico das top models internacionais, aliado ao aumento do número de praticantes de ginástica aeróbica, malhação sem controle, ginástica olímpica e balé, levaram a um comportamento de risco oposto, com a diminuição desequilibrada da alimentação. Assim, comportamentos perigosos como a falta de alimentação persistente, o emagrecimento contínuo, fizeram toda uma geração de jovens com problemas crônicos de desnutrição e anemia.
A profissão de modelo inicia-se cada vez mais cedo, com meninas de 12, 13 anos em busca de um sonho, querendo igualar-se a Giseles, Cindys e Naomis. Para isso, estatura acima de 1,70 m, peso muito baixo e quadris inferiores a 90 cm são obrigatórios. Se as meninas já possuem o corpo adequado para pensar em ser modelo, poucos problemas ocorrem. O grande problema existe na busca maluca de um corpo ideal, por meninas que possuem um corpo normal, porém fora das proporções exigidas. Neste caso, fazem qualquer coisa para chegar a uma imagem desejada. O uso de drogas, laxantes, remédios para emagrecer, para tirar a fome, calmantes, diuréticos, hormônios, é passado de maneira rotineira entre as meninas e às vezes até com orientação médica.
Em alimentação, assim como na vida, o equilíbrio é o segredo. Comer bem, adequadamente, com todos os tipos de alimentos, e em horários regulares são alguns dos fatores que permitem o nosso crescimento adequado. A atividade física contínua, de baixo impacto, de longa duração, sob controle de profissionais experientes, permite a plena satisfação do nosso ideal de corpo, com o apoio de uma saúde equilibrada.
O corpo ideal está mais na nossa cabeça, e nas estátuas greco-romanas. Mas com a alimentação saudável, sem exageros, e exercícios moderados, chegaremos muito perto do correto.
Baseados nestes problemas, estabelecemos há alguns anos um programa gratuito de acompanhamento integral para adolescentes modelos, chamado Projeto Saúde Modelo, que busca oferecer atendimento médico, nutricional, emocional, fisioterapêutico, dermatológico, ginecológico e de orientação para atividade física, ao casting das agências de modelos do Brasil. Nos últimos anos, atendemos modelos da Elite, Ford, Mega, BRM, Skin, Unity e outras, sem qualquer custo para os modelos, visando a preservação da saúde destas meninas e meninos que iniciam a carreira. Em uma próxima ocasião, falaremos de nossos resultados.

Data Título
05/08/2005 Obesidade infantil
09/12/2002 O culto ao corpo e o ideal de beleza
 


Sábado  23.06.18
esqueci a senha
cadastre-se
associe-se
 


Termo de compromisso    |    Política de privacidade    |    Parcerias    |    Publicidade
Seja um colaborador

Copyright © 2002 Libardi Comunicação. Todos os direitos reservados.