Blogspot Siga-me no Twitter FanPage no Facebook

Colunistas  Marco Antonio de Tommaso

voltar

Beleza & saúde

Detalhes sobre o colunista

Data: 23/05/2005

Título: Ser, estar e sentir-se bonita

Biologicamente falando, a beleza é um estímulo ao desencadeamento do desejo sexual, visando a propagação da espécie. Um homem se sente atraído por mulheres aptas a procriar, de acordo com conceitos gravados no cérebro arcaico. Nas "preferências nacionais" quadris e seios são a tônica.

A beleza não é apenas um fato em si, é um valor. E um valor muitas vezes atribuído. Bela pode ser a mulher que quero bem. A afetividade, as emoções podem atenuar, criar ou destruir belezas. Beleza não é mensurável. O conceito varia no tempo e no espaço, histórica e geograficamente. Os valores "não são". Eles "valem". O que é bonito para uma pessoa pode não ser para outra da mesma idade sexo e cultura.

Além da atribuição, beleza tem componentes culturais. Ninguém discute a influência dos padrões ditados pela mídia, moda, publicidade, TV e cinema. Não há como discutir preferências. Posso não concordar, mas não posso dizer "Fulana é mais bonita que...". No máximo posso dizer "Eu acho fulana mais bonita que...". Pessoalmente, acho Ana Paula Arósio um modelo de beleza. Mas, em minha própria convivência profissional há discordâncias. Todos e ninguém têm razão.

Como explicar a busca frenética da beleza se ela não depende da soma de caracteres isolados, mas de equilíbrio entre eles? Se, no afã de criarmos a mulher "nota 1000", colocássemos no computador os olhos de A, o nariz de B, a sobrancelha de C, poderíamos encontrar uma imagem bizarra. O todo não é a soma das partes. O que parecia bonito em A poderia ser horrendo na nossa criação. O ingrediente "equilíbrio" estaria rompido.

Além do equilíbrio e da proporção, a simetria é considerada o fator que leva uma pessoa a ser considerada atraente. Rostos e corpos simétricos são considerados atraentes em estudos e pesquisas. Nas mulheres, a proporção entre a maior e a menor medida do corpo gira em volta de 0,7. A proporção entre a medida da cintura e do quadril gira nestes parâmetros, desde as imagens da Renascença até as TOP Models de hoje.

Quais são os mitos encobertos pela beleza? Como a população de modelos, espécie de "Fórmula 1" da beleza, se relaciona com a própria imagem? Como utilizam a matéria-prima com que trabalham?

Antes de tudo, é preciso SER bonita. Isto é uma questão genética e variável de tempos em tempos. A beleza de 1800 não é necessariamente a beleza do século 21.

Depois é preciso ESTAR bonita. Aqui entra a "produção", os cuidados pessoais, alimentação, exercício físico, repouso e outros fatores que potencializam a beleza física ou ainda que enfatizam os diferenciais de cada pessoa, aquilo que as tornam diferentes, únicas.

Mas tudo isso nada vale se a mulher não SE SENTIR bonita. Aquela sensação intima de segurança em relação a si mesma, a consciência da eficácia individual ou seja, de AUTO-ESTIMA adequada. O usufruto de ser e estar bonita, que nada tem a ver com convencimento.

A auto-estima potencializa a beleza. Passa uma energia positiva que o outro sente como sedução. O mesmo Vinícius que decretou "Que me perdoem as feias" em outro poema colocou "É como amar uma mulher só linda! E daí?"

Data Título
10/11/2010 BULIMIA
26/01/2009 Por que modelos podem desenvolver transtornos alimentares?
26/01/2009 Psicologia do Emagrecimento: A MAGIA: SER EMAGRECIDO II
03/01/2009 Ansiedade e comida
10/07/2008 Conversando com Modelos: auto-estima
12/02/2007 Modelo (manequim) subnutrida não desfila!!!
22/01/2007 SPFW e transtornos alimentares
16/08/2006 AUTO-ESTIMA: aquisição
04/02/2006 Gisele e a síndrome do pânico
14/10/2005 A importância da auto-imagem
27/08/2005 Real Beleza: a beleza "real"
19/08/2005 A "Fórmula 1" da beleza
19/08/2005 Beleza: Uma questão de imagem e auto-imagem
23/05/2005 Ser, estar e sentir-se bonita
03/04/2005 Inimigos de modelos
28/10/2004 Beleza feminina: a pesquisa Unilever -Dove
14/05/2004 Auto-estima: sem ela você não trabalha
11/02/2004 Timidez
11/01/2004 Deu branco?
20/12/2003 Psicologia Descomplicada 1: Emagrecimento
26/11/2003 Sinais da anorexia
23/08/2003 Profissões de alta performance
15/06/2003 Quadril 90
01/06/2003 O estresse na vida dos modelos
07/05/2003 Auto-estima e a profissão de modelo
06/04/2003 Auto-estima
06/03/2003 10 dicas para modelos
06/02/2003 Perguntas sobre auto-imagem II
10/01/2003 Perguntas sobre auto-imagem I
28/12/2002 Raiva
20/12/2002 Top não é "toupeira"
09/12/2002 Por que psicologia para modelos?
 


Sábado  23.06.18
esqueci a senha
cadastre-se
associe-se
 


Termo de compromisso    |    Política de privacidade    |    Parcerias    |    Publicidade
Seja um colaborador

Copyright © 2002 Libardi Comunicação. Todos os direitos reservados.